Ricardo Alberto Gareca Nardi

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

RICARDO GARECA
Ricardo Gareca
Informações pessoais
Nome Completo Ricardo Alberto Gareca Nardi
Nascimento 10 de fevereiro de 1958
Tapiales (ARG), Argentina Argentina
Informações profissionais
Clube atual
Posição Treinador
Estreia Santos 2x0 Palmeiras (17/07/2014)
Término do Contrato 30/06/2015
Clubes de juventude
Anos Clubes Jogos (gols)
1977 Boca Juniors
Clubes que jogou
Anos Clubes Jogos (gols)
1978-1980 Argentina Boca Juniors
1981 Argentina Sarmiento
1981-1984 Argentina Boca Juniors
1985 Argentina River Plate
1985-1989 Colômbia América de Cali
1989-1992 Argentina Vélez Sarsfield 117 (24)
1993-1994 Argentina Independiente
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
1981-1986 Argentina Argentina 20 (6)
Clubes que treinou
Anos Clubes Jogos
1995 Argentina San Martín de Tucumán
1996-1997 Argentina Talleres de Córdoba
1997 Argentina Independiente
1998-2000 Argentina Talleres de Córdoba
2000 Argentina Colón
2001 Argentina Talleres de Córdoba
2002 Argentina Quilmes
2003-2004 Argentina Argentinos Juniors
2005 Colômbia América de Cali
2006 Colômbia Santa Fe
2007 Argentina Talleres de Córdoba
2007-2008 Peru Universitario
2009-2013 Argentina Vélez Sarsfield 254
2014 Brasil Palmeiras 13
Títulos (como jogador)
Anos Clubes Campeonato
1985 América de Cali Colombiano
1986 América de Cali Colombiano
1994 Independiente Argentino - Clausura
1994 Independiente Supercopa Sul-Americana
Títulos (como treinador)
Anos Clubes Campeonato
1997/1998 Talleres de Córdoba Argentino - Primera B Nacional
1999 Talleres de Córdoba Copa Conmebol
2008 Universitario Peruano - Apertura
2009 Vélez Sarsfield Argentino - Clausura
2011 Vélez Sarsfield Argentino - Clausura
2012 Vélez Sarsfield Argentino Inicial
2012/2013 Vélez Sarsfield Argentino

Ricardo Alberto Gareca Nardi, também conhecido como Ricardo Gareca (Tapiales, 10 de fevereiro de 1958), é um ex-atacante argentino e treinador de futebol.


Tabela de conteúdo

Biografia

Jogador

Ricardo Gareca, conhecido como "El Flaco" e "El Tigre", começou sua carreira de jogador no Boca Juniors. Depois de uma aparição irregular, foi emprestado ao Club Atlético Sarmiento de Junín, para jogar o Metropolitano de 1981, onde se destacou como goleador.

Seu desempenho no Sarmiento fez com que fosse reintegrado ao elenco do Boca ainda em 1981. No clube Xeneize foi uma das estrelas do time até sua saída em 1984. Em 1985 foi para o rival River Plate onde jogou poucas partidas.

Em 1986 se transferiu para o América de Cali, onde foi protagonista nos campeonatos colombianos, marcando gols decisivos que deram aos Diablos Rojos dois títulos nacionais (1985 e 1986) e o vice de 1987. Se destacou também no vice-campeonato da Libertadores de 1987 ainda pelo América, onde foi o artilheiro do torneio com 7 gols.

Em 1989 voltou a Argentina, ao seu time do coração, Vélez Sarsfield, onde se tornou também ídolo do clube. Encerrou a carreira no Independiente de Avellaneda, onde conquistou o Clausura de 94 e a Supercopa Sul-Americana, batendo o Boca por 1x0.

Pela Seleção Argentina, jogou 20 vezes e marcou 6 gols. Foi convocado pela primeira vez em 1981 por César Luis Menotti, para uma partida contra a Polônia. Acabou fora da lista da Copa de 1982. Foi convocado por Carlos Bilardo para disputar o primeiro jogo das eliminatórias da Copa do México em 1986 mas não foi bem. Com dificuldades para se classificar para a Copa que viria a ganhar, Bilardo chamou Gareca para a última partida, contra o Peru. Apesar do jogador ter feito o gol da classificação da seleção à Copa, Bilardo não incluiu o nome de Gareca na lista dos convocados ao México no ano seguinte, que acabou ganhando a Copa. O fato de não ir a Copa do México foi a passagem mais amarga de sua carreira como goleador, que converteu 208 gols, em partidas nacionais e internacionais.


Treinador

Começou sua carreira de treinador em 1995 no San Martín de Tucumán. Mas foi no Talleres de Córdoba onde teve seu primeiro êxito, em 1997, vencendo o título da Primera B Nacional (2ª divisão argentina) de 1997/1998. No mesmo ano foi apresentado ao Independiente mas não teve bons resultados. Poucos meses depois volta ao Talleres onde conquista a Copa Conmebol de 1999 contra o CSA de Alagoas.

Em 2000 treina o Colón de Santa Fe, em 2001 volta ao Talleres, e nos anos seguintes passa por Quilmes e Argentinos Juniors.

Em 2005, após 20 anos, retorna ao América de Cali agora como treinador. No ano seguinte treina mais uma equipe colombiana, o Independiente Santa Fe de Bogotá. Em 2007 volta pela quarta vez ao Talleres mas dessa vez sem destaque.

Em setembro de 2007 é anunciado como treinador do Universitario de Lima e terminou vice campeão do Clausura desse ano. Na temporada seguinte foi campeão do Apertura de 2008, se classificando para a Libertadores de 2009.

Em 2009 foi apresentado como técnico do Vélez Sarsfield, realizando uma excelente campanha vencendo o Clausura de 2009, na última rodada. Em 2001 vence mais uma vez o Clausura e chega às semifinais da Libertadores com El Fortín.

Em 2 de dezembro de 2012, após vencer o Santa Fe por 2x0, é campeão do Torneo Inicial faltando uma rodada para o fim do campeonato. É seu 3º título comandando o Vélez.

Em 29 de junho de 2013 ganha o Campeonato de Primera División 2012/13 depois de vencer o Newell´s Old Boys por 1x0, em uma final entre os vencedores do Torneo Inicial 2012 e o Final 2013.

Além dos 4 títulos nacionais conquistado, foi semifinalista das Copas Libertadores e Sul-Americana de 2011, vice-campeão do Apertura 2010 e 3º no Apertura 2011, Clausura 2012 e Torneo Inicial 2013. Entre 2009 e 2013, El Tigre esteve a frente em 254 partidas oficiais do Vélez. Venceu 130, empatou 65 e perdeu 59 jogos.

No dia 21 de maio de 2014 Ricardo Gareca foi anunciado como o novo técnico do Palmeiras, com contrato até 30 de junho de 2015. Junto com o treinador vieram Sergio Santín (auxiliar técnico), que atuou com Gareca no América de Cali, e Néstor Bonillo (preparador físico). É o 6º argentino a dirigir o Palmeiras, depois de Jim Lopes, Abel Picabéa, Armando Renganeschi, Filpo Nuñez e Alfredo González.

"Não temos nenhum segredo, gostamos do futebol brasileiro. Não tenho segredo, admiro os técnicos brasileiros. Felipão, Luxemburgo, Ramalho, Cuca, Tite. Não tenho nada de novo, viemos para triunfar em um time tão importante como o Palmeiras, o time que mais tem títulos no Brasil. Temos de nos adaptar ao Palmeiras, não é o Palmeiras que tem de se adaptar a nós. A história do Palmeiras é maior que a minha.".

"Venho aprender com o futebol brasileiro, quero ganhar e fazer história no Palmeiras".

No dia 1º de setembro, após ter comandado o time em apenas 13 jogos, |Ricardo Gareca foi demitido do comando técnico do Palmeiras por não alcançar resultados positivos a curto prazo.



Estatísticas no Palmeiras

Ano Campeonatos Jogos Vitórias Empates Derrotas
2014 Copa do Brasil 3 2 0 1
2014 Copa EuroAmericana 1 1 0 0
2014 Brasileiro 9 1 1 7
Total 13 4 1 8

Ferramentas pessoais