Pugilismo

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

História

Em julho de 1923 houve a primeira grande mobilização por parte de algumas importantes agremiações da cidade de São Paulo para difundir o pugilismo em solo paulista. Palestra Itália, Paulistano, Sociedade Brasileira de Pugilismo e São Paulo Boxing Clube se reuniram e fundaram a Federação Paulista de Pugilismo, no dia 26/07/1923.

Giovanni Gamba, Décio Laurelli, Américo Giorgetti, Adolfo Izzo, Guido Alberti, Mario Damiani foram os diretores representantes do Palestra Itália nesta nova instituição esportiva.

Dentre as primeiras ações, o Palestra Itália tratou de organizar uma competição internacional. O local escolhido para o grandioso evento foi o famoso Casino Antártica, que se localizava na Rua Anhangabaú no centro da cidade. Ursini, categoria peso leve, Italo Hugo, categoria peso leve, Léo Maynard, categoria peso médio e Harry, categoria peso pluma, foram os quatro primeiros pugilistas palestrinos a defenderem a honra do clube nesta modalidade esportiva.

Neste período, o pugilista Ítalo Hugo se sagrou campeão paulista - peso leve - e o atleta Harry venceu o título de campeão brasileiro - peso pena.

Na década de 30, o pugilismo palmeirense foi desativado e retornou nos anos 40. Mas o grande momento do esporte na vida do alviverde aconteceu nos anos 50, quando o Palmeiras contou com cerca de 110 atletas inscritos. Foi então que os resultados começaram a surgir. O Verdão se sagrou campeão coletivo do Torneio de Novos da FPP (1956 e 1957) e do Campeonato Popular de Box da "A Gazeta Esportiva" (1958 e 1959). O destaque individual desta época fica por conta do pugilista Paulo de Jesus que militava como atleta do alviverde.

Ferramentas pessoais