Náutico

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

Tabela de conteúdo

Clube

Nome do Clube: Clube Náutico Capibaribe
Cidade: Recife (PE)
Data de Fundação: 7 de abril de 1901
Estádio: Aflitos
Mando: Aflitos
Site: http://www.nautico-pe.com.br/
História: Apesar de a data oficial de fundação ser 7 de abril de 1901, já se falava no Clube Náutico Capibaribe desde o século anterior, quando dois grupos rivais de remadores recifenses se uniram. No início de tudo, em 1897, um grupo de rapazes amantes do remo alugava barcos da antiga Lingueta, saindo em pequenas excursões até a antiga Casa de Banhos do Pina. Essas viagens alcançavam até o bairro de Apipucos. No final de 1898, ficou acordada a fundação de uma sociedade: o Club Náutico do Recife. Em fins de 1899 seu nome foi mudado para Recreio Fluvial. Mas a nova denominação não foi do agrado de todos, resultando que, no início de 1901, foi restaurado o nome anterior – Club Náutico do Recife. As primeiras cores adotadas pelo clube foram o azul e o branco. O futebol só apareceu no clube a partir de 1905. Nessa época, o Náutico ficou conhecido como "Clube dos Brancos", por não permitir negros e mestiços vestindo sua camisa - fato que, assim como em outros clubes brasileiros de origem aristocrática, seria totalmente abolido anos depois. O Náutico tem como mascote o Timbu, um marsupial comumente encontrado no Brasil inteiro. O Náutico foi, entre os times pernambucanos, o primeiro a ter um estádio particular, o Aflitos, inaugurado em 1939. E o primeiro time pernambucano a disputar a Taça Libertadores da América, em 1968. Contra o Sport faz o Clássico dos Clássicos; contra o Santa Cruz, o Clássico das Emoções; e contra o América, o Clássico da Técnica e Disciplina.

Escudos Antigos


1969-1995




Estatísticas

Retrospectos

Geral

Confronto Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo de Vitórias
Palmeiras x Náutico 38 23 6 9 68 34 +14


Por Torneios

Campeonatos Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo de Vitórias
Libertadores 2 1 1 0 3 1 +1
Brasileiro 22 14 3 5 42 21 +8
Roberto Gomes Pedrosa 1 1 0 0 1 0 +1
Taça Brasil 6 2 2 2 6 6 0
Brasileiro - Série B 1 0 0 1 1 2 -1
Amistosos 4 3 0 1 10 2 +3


Por Mando

Como Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo de Vitórias
Mandante 16 12 3 1 35 9 +11
Visitante 22 11 3 8 33 25 +3
Última Atualização: 15 de outubro de 2012


Primeira Partida

Em Recife

Náutico 1 x 3 Palmeiras
Juíz: Pedro Calil
Renda: Cr$ 370.000,00
Náutico: Manuelzinho (Celso); Culca e Caiçara; Edmílson (Ivanildo), Gago e Jaiminho; Guedes, Hamilton, Ivson, Rubinho e Jorginho.
Palmeiras: Laércio; Belmiro e Mário Travaglini; Nicolau, Valdemar Carabina e Gérsio Passadori; Elzo, Humberto Tozzi, Nei (Moacir), Jair Rosa Pinto (Ivan) e Rodrigues Tatu. Técnico: Cláudio Cardoso
Gols: Ivson (19'), Humberto Tozzi (33') e Humberto Tozzi (38') do 1º tempo; Humberto Tozzi (32') do 2º tempo


Em São Paulo

Palmeiras 0 x 0 Náutico
Juíz: Armando Marques
Público: 11.000
Renda: Cr$ 22.618.500,00
Palmeiras: Valdir de Moraes; Djalma Santos, Djalma Dias, Minuca e Ferrari; Suingue e Dudu; Ademir da Guia, Márcio (Rodrigues), Ademar Pantera e Servílio. Técnico: Fleitas Solich
Náutico: Lula; Gena, Mauro, Fraga e Clóvis; Zé Carlos e Ivan; Miruca, Bita, Aloísio (Nino) e Lalá. Técnico: Duque
Gol:


Último Jogo

Em Recife

Náutico 1 x 0 Palmeiras
Juíz: Marcelo de Lima Henrique (FIFA-RJ)
Público: 15.096
Renda: R$ 261.375,00
Náutico: Felipe; Alessandro (Alemão), Jean Rolt, Alisson e Douglas Santos; Elicarlos, Rogério (Josa), Rhayner e Martinez; Araújo (Rogerinho) e Kieza. Técnico: Alexandre Gallo
Palmeiras: Bruno; Artur, Thiago Heleno, Leandro Amaro e Juninho; Márcio Araújo (Betinho), João Denoni, Tiago Real e Mazinho (Patrick Vieira); Luan e Obina (Vinícius). Técnico: Gilson Kleina
Gol: Kieza (14') do 2º tempo


Curiosidades

Palmeiras e Náutico decidiram a Taça Brasil de 1967, onde o Palmeiras foi campeão com 2 vitórias e 1 derrota. Em Recife por 3 x 1 e derrota no Pacaembu por 2 x 0. A partida extra foi no Maracanã, onde o Palmeiras venceu por 2 x 0.


Maiores Goleadas

O Palmeiras goleou o Náutico por 6x0, pelo Brasileiro em 1983.
O Náutico goleou o Palmeiras por 3x0, em 1983 e em 2009.

Placares

O placar de 2x1 é o mais comum entre Palmeiras e Náutico: aconteceu em 7 vezes.
Em 5 ocasiões ocorreu o placar de 3x1.
O placar por três gols ou mais de diferença aconteceram 8 vezes.

Jogos

Todos os jogos contra o Náutico


Artilheiros

Gols
Artilheiro(s)
5 Ademir da Guia
César Maluco
3 Humberto Tozzi
Tupãzinho
2 Caio
Cléo
Edmundo
Evair
Leivinha
Rivaldo

Ferramentas pessoais