Marcos Roberto Silveira Reis

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

MARCOS
Marcos
Informações pessoais
Nome Completo Marcos Roberto Silveira Reis
Nascimento 4 de agosto de 1973
Oriente (SP), São Paulo Brasil Brasil
Altura 1,93 m
Peso 90 Kg
Destro
Apelido São Marcos
Informações profissionais
Clube atual Ex-atleta
Número 12
Posição Goleiro
Estreia Esportiva Guaratinguetá 0x4 Palmeiras (16/05/1992)
Clubes de juventude
Anos Clubes Jogos (gols)
1992 Brasil Palmeiras
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (gols)
1992-2011 Brasil Palmeiras 532 (681)
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
1999-2005 Brasil Brasil 29 (0)
Títulos
Anos Clubes Campeonato
1993/1994 Palmeiras Brasileiro
1993/2000 Palmeiras Rio-SP
1993/94/96/08 Palmeiras Paulista
1996 Palmeiras Euro-América
1998 Palmeiras Mercosul
1998 Palmeiras Copa do Brasil
1999 Palmeiras Libertadores
2000 Palmeiras Copa dos Campeões
2003 Palmeiras Brasileiro B
1999 Brasil Copa América
2002 Brasil Copa do Mundo
2005 Brasil Copa das Confederações

Marcos Roberto Silveira Reis, mais conhecido como Marcos, paulista de Oriente, é goleiro e ídolo do Palmeiras. Desde 1992, joga pelo Palmeiras. É carinhosamente chamado "São Marcos" pelos palmeirenses, sendo considerado um dos melhores goleiros do mundo e um dos maiores jogadores da história do clube, além de ter vestido apenas a camisa alviverde em toda a sua carreira. Foi o goleiro titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002, quando a equipe conquistou seu quinto título mundial.


Tabela de conteúdo

Biografia

Primeiros anos

Aos 18 anos, prestes a completar 19, Marcos estreou no time principal do Palmeiras em um amistoso contra a Esportiva Guaratinguetá em 16 de maio de 1992, vencido por seu time pelo placar de 4 a 0.

Depois desse jogo, Marcos continuou como o terceiro goleiro da equipe e só voltou a atuar novamente em 1996, quando já era o reserva imediato da posição, permanecendo nesta condição até 1999.

Titularidade

Em menos de três meses, Marcos se transformou de reserva do Palmeiras a principal astro da maior conquista do clube: a Copa Libertadores da América de 1999. O goleiro virou titular na quinta rodada da competição, devido a uma contusão de Velloso, e não largou mais a camisa 1. Para alegria da torcida palmeirense, suas melhores atuações foram nos dois jogos contra o arqui-rival Corinthians, nas quartas-de-final, quando fez defesas milagrosas que levaram a decisão aos pênaltis. Ao final da competição, além de receber o apelido de São Marcos, foi eleito o melhor jogador da Libertadores.

Em 2000, reforçou sua condição de ídolo com grandes apresentações, com destaque para as partidas das épicas semifinais da Libertadores contra o Corinthians. Depois de dois duelos no tempo normal bastante disputados, o primeiro com vitória do clube alvinegro por 4 a 3 e o segundo com vitória alviverde por 3 a 2, a decisão da vaga para a final foi para os pênaltis. Marcos defendeu a última cobrança, feita por Marcelinho Carioca, ídolo da torcida rival na época, garantindo a classificação do seu time para mais uma final, em que, após dois empates, perdeu o título para o Boca Juniors da Argentina em nova decisão por pênaltis.

Em 2001, novamente na Libertadores da América, foi decisivo para o Palmeiras chegar novamente às semifinais da competição. Nas quartas-de-final, depois de dois empates no tempo normal contra o Cruzeiro, por 3 a 3 no Estádio Palestra Itália e por 2 a 2 no Estádio do Mineirão, a vaga para a fase seguinte foi para os pênaltis. Marcos defendeu três cobranças da equipe adversária e classificou a equipe paulista. Nas semifinais, contra o Boca Juniors, após dois jogos empatados por 2 a 2, o Palmeiras foi eliminado nos pênaltis.

Copa do Mundo

Em 2002, foi o goleiro titular da Seleção Brasileira campeão da Copa do Mundo, no Japão e na Coréia do Sul, sendo o único jogador da Seleção a não ser substituído em toda a Copa pelo técnico Felipão. Seus reservas eram Dida e Rogério Ceni. Foi considerado por muitos o melhor goleiro da copa. Pois Oliver Kahn, no jogo da final contra o Brasil, falhou feio no primeiro gol de Ronaldo, praticamente arriscando a sorte da Alemanha no jogo.

Fez uma Copa espetacular, com defesas extraordinárias, entre elas uma cobrança de falta de Neuville na final contra a Alemanha, que foi eleita a melhor defesa da competição pela FIFA.

No mesmo ano, foi eleito o quarto melhor goleiro do mundo, ficando atrás apenas de grandes nomes como Oliver Kahn (então vice-campeão do mundo) e Iker Casillas, que por sua vez tinham maior presença na mídia por atuarem em grandes clubes europeus.

Daí em diante, escreveu seu nome como um grande ídolo do futebol brasileiro e passou a ser considerado um dos grandes goleiros do futebol mundial em todos os tempos.

Dificuldades

Em 2002, após a Copa do Mundo, o Palmeiras fez uma campanha ruim no Campeonato Brasileiro daquele ano e acabou rebaixado para a Série B.

Mesmo com o momento delicado no clube paulista, e com uma proposta do Arsenal para substituir David Seaman, a paixão de Marcos por sua família e pelo Palmeiras o fizeram permanecer no Brasil, para levar o time de volta à primeira divisão, o que ocorreu no ano de 2003.

Em 2007 sofre nova contusão contra o Juventus no dia 11 de março pelo Campeonato Paulista. Voltou aos gramados como reserva no jogo contra o rival Corinthians em que o Palmeiras venceu por 1 a 0, porém uma nova lesão, em meados de 2007, o afastou mais uma vez dos gramados. Em 2008, depois de mais de 11 meses fora, Marcos voltou a ser titular no jogo contra o Guaratinguetá na 7ª rodada do Paulistão e depois disto, não saiu mais do gol alviverde, assumindo o posto de goleiro "favorito" do técnico Vanderlei Luxemburgo, pois Diego Cavalieri estava em grande ascensão.

Volta por cima

No dia 4 de maio de 2008, como resultado de seu grande esforço de recuperação, sagrou-se Campeão Paulista. No dia 21 de setembro fez 400 jogos com a camisa do Palmeiras.

No dia 1 de novembro de 2008, perdeu o pai, o senhor Ladislau Silveira Reis, de 73 anos que, em consequência de problemas cardíacos, veio a falecer às 6 horas da manhã em Marília-SP (a 21 km da cidade natal de Marcos, Oriente-SP),e por isso foi poupado do confronto entre Palmeiras e Santos; no jogo houve um minuto de silêncio em homenagem ao pai do ídolo palmeirense.

No dia 1 de dezembro de 2008, o goleiro Marcos se surpreendeu ao ser merecidamente eleito o terceiro jogador mais popular do mundo pela IFFHS - Federação Internacional de Estátisticas e História do Futebol -, ficando a frente de jogadores como Kaká, Cristiano Ronaldo, Messi e a frente do companheiro de posição e rival Rogério Ceni. E ainda, para coroar sua volta por cima, foi eleito o terceiro melhor goleiro do Campeonato Brasileiro de 2008.

No dia 12 de maio de 2009, em jogo contra o Sport Recife válido pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América, Marcos teve a melhor atuação desde seu retorno. Com defesas incríveis durante a partida e defendendo três cobranças adversárias nas disputas de pênaltis, garantiu a ida do Palmeiras às quartas-de-final.

No dia 4 de fevereiro de 2010, ao entrar em campo contra a Portuguesa, Marcos igualou o número de partidas do volante Galeano e se tornou o 10º jogador que mais vestiu a camisa do Palmeiras em jogos oficiais. Foi o jogo de número 474.

No dia 14 de março de 2010, na vitória contra o Santos por 4x3 na Vila Belmiro, Marcos atuou na sua partida de número 483, passando o goleiro Valdir de Moraes, e se tornando o 9º atleta que mais vestiu o manto alviverde, e o 2º goleiro, atrás somente de Émerson Leão, com 617 jogos.

No dia 21 de abril, no empate contra o Atlético-PR em Curitiba, Marcos fez sua partida de nº 489 e se tornou o 8º atleta que mais vestiu a camisa do Palmeiras, passando o ponta esquerda Nei.


Homenagem

"Marcão é nome para ficar na história do Verdão. Não se trata de divinizar o homem, mas humanizar o santo. A religião do futebol nos permite deuses dos mais variados matizes, e santos em profusão. E nessa linha, São Marcos é o nosso querido goleiro, homem de tantos jogos quanto sua glória em ser palmeirense.

Santo sob traves que se apequenam, homem sobre um solo que se agiganta e que é sagrado lá pelas bandas do nosso Palestra Itália."


O texto acima é de autoria de Nelson da Cunha (@nelverde123), professor de Língua e Literatura Portuguesa e Brasileira. Palmeirense de Cosmópolis-SP e autor do Blog Nelverde. (http://nelverde.blogspot.com/)


Aposentadoria

No dia 4 de janeiro de 2012, chega o fim de uma era e Marcos anuncia sua aposentadoria.


Estatísticas no Palmeiras


Outras Premiações

  • Melhor Jogador da Copa Libertadores da América - 1999- CONMEBOL
  • Revelação da Copa Libertadores da América - 1999- CONMEBOL
  • Melhor Goleiro do Campeonato Paulista - 1999
  • Melhor jogador da final da Copa Libertadores da América -1999-CONMEBOL
  • Melhor goleiro da Copa Libertadores da América - 1999-CONMEBOL
  • Primeiro goleiro a ser eleito melhor jogador de uma edição da Libertadores - (Recorde)
  • Único jogador da Seleção Brasileira a não ser substituído na Copa do Mundo de 2002- (recorde)
  • Quarto melhor goleiro do mundo - 2002- IFFHS.
  • Terceiro melhor goleiro da Copa do Mundo 2002 - 2002 -FIFA
  • Realizou a melhor defesa da Copa do Mundo 2002; Numa cobrança de falta de Neuville na final contra a alemanha - 2002- FIFA
  • Terceiro jogador mais popular do mundo -2008- IFFHS
  • Prêmio Craque do Brasileirão 2008: Terceiro melhor Goleiro do Brasileirão - 2008- CBF
  • Prêmio Craque do Brasileirão 2009: Segundo melhor Goleiro do Brasileirão - 2009- CBF
  • Foi eleito um dos três maiores ídolos da história do Palmeiras

Ferramentas pessoais