Luís Edmundo Pereira

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

LUÍS PEREIRA
Luís Pereira
Informações pessoais
Nome Completo Luís Edmundo Pereira
Data de nasc. 21 de junho de 1949
Local de nasc. Juazeiro (BA), Brasil
Altura 1,81 m
Peso
Destro
Apelido Luís Chevrolet
Informações profissionais
Número 3
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (gols)
1967-1968 São Bento
1968-1975 Palmeiras 568 (35)
1975-1980 Atlético de Madrid
1980-1981 Flamengo 35 (1)
1981-1984 Palmeiras
1985-1986 Portuguesa
1986-1987 Corinthians
1988 Santo André
1989 Central de Cotia
1990-1992 São Caetano
1993 São Bernardo
Seleção nacional
1973-1977 Brasil 35 (1)


Luís Edmundo Pereira, mais conhecido como Luís Pereira (Juazeiro, 21 de junho de 1949) é um ex-futebolista brasileiro que atuava como zagueiro central. É considerado um dos maiores jogadores de sua posição na história do futebol brasileiro e um dos maiores ídolos do Palmeiras, com partipação decisiva nas conquistas da equipe na época da chamada "Academia".

Além da participação histórica no Palmeiras, também é ídolo do Santo André e do Atlético de Madrid, da Espanha. Já veterano, com 35 anos de idade, rodou por vários outros clubes até pendurar as chuteiras em 1993.


Tabela de conteúdo

Biografia

Cruyff e Rivelino observam o juiz expulsar Luís Pereira, na derrota brasileira para a Holanda em 1974, 2x0
Luís Pereira com a camisa do Atlético de Madrid

Com 34 gols, é o zagueiro que marcou mais gols com a camisa palmeirense. É considerado o 37º melhor jogador sulamericano de futebol do século XX, pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), entre tais, o melhor zagueiro central do Brasil.


Na década de 70, dois jogadores polarizavam a disputa para saber quem era o melhor zagueiro em atividade no Brasil. Um deles era Elias Figueroa, titular da Seleção Chilena na Copa de 1974 na Alemanha e que jogava no Internacional. O outro chamava-se Luís Edmundo Pereira, beque-central do Palmeiras e que também disputou o Mundial de 74.


As dúvidas acabaram quando o rei Pelé, que havia enfrentado ambos várias vezes, deu o veredicto. "Luís Pereira é o melhor zagueiro do mundo", decretou. Ele não estava exagerando. Luís Chevrolet, como era chamado, apareceu no São Bento de Sorocaba e chegou muito jovem ao Parque Antártica. Com pernas arqueadas, seu futebol explodiu de tal maneira que ele se celebrizou como um dos melhores da história do futebol brasileiro e mundial em sua posição.


Luís Pereira era ótimo cabeceador e tinha uma característica marcante, principalmente quando o time estava perdendo: pegava a bola em seu campo e disparava rumo ao ataque. Lá na frente, tocava a bola para algum companheiro e se posicionava na área esperando o cruzamento.


Em 1975, ao lado de Leivinha, foi negociado ao Atlético de Madrid onde ganhou o campeonato espanhol e é ídolo até hoje. Retornou ao Palmeiras em 1981, quando já não existia mais a Academia, mas mesmo sem ganhar títulos nessa segunda passagem, continuou sendo um exemplo de garra e amor a camisa.


No Brasil, perambulou por Flamengo, Portuguesa, Corinthians, Santo André e São Caetano. Mas ele ficou imortalizado como Luís Pereira do Palmeiras.

  • Retirado do Almanaque do Palmeiras


Carreira

Títulos

Palmeiras


Atlético de Madrid

  • Campeonato Espanhol: 1976/77
  • Copa da Espanha Espanhol: 1976
  • Troféu Ramón de Carranza: 1976, 1977 e 1978
  • Troféu da Cidade de Madrid: 1975 e 1976


São Caetano

  • Campeonato Paulista (3ª divisão): 1991


Estatísticas

  • Partidas pelo Palmeiras: 568
  • Gols pelo Palmeiras: 35
  • Partidas oficiais:
  • Partidas Oficiais pela Seleção: 35
  • Partidas Não-Oficiais pela Seleção: 37
  • Gols pela Seleção: 1

Ferramentas pessoais