Libertadores 1999 - Palmeiras 2 x 1 Deportivo Cali

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

Em 1999, a Taça Libertadores da América tem um campeão inédito, o Palmeiras. Depois de uma grande trajetória durante todo o campeonato, estando no grupo mais difícil e pegando adversários considerados favoritos, o Palmeiras enfrente o Deportivo Cali da Colômbia na grande final.

O primeiro jogo foi em Cali, no estádio Olímpico Pascual Guerrero, e terminou em 1 x 0 para o time da casa, com gol de Bonilla aos 42' minutos de jogo.

A partida de volta, realizada no estádio Palestra Itália foi repleta de emoções, sustos e pressão por parte do Palmeiras. E para tornar ainda mais dramático, o jogo foi decidido nos pênaltis, tudo para deixar os aproximadamente 32.000 torcedores ainda mais angustiados.

Depois de muita pressão e gols desperdiçados no 1º tempo, no 2º tempo vem o alívio, o juíz marca pênalti num toque de mão dentro da área do Deportivo Cali, aos 19', Evair pega a bola e bate com maestria e faz Palmeiras 1 x 0. Porém o jogos ainda tinha muitas emoções guardadas, e aos 23' Júnior Baiano faz pênalti infantil e logo em seguida vem o empate do Deportivo Cali com Zapata.

O Palmeiras segue atacando, e 6 minutos depois de tomar o gol de empate, Oséas marca em bola cruzada por Júnior, Palmeiras 2 x 1. Antes de acabar, o juíz expulso o principal batedor de pênaltis do Palmeiras, aos 49'. O jogo vai para os pênaltis e no fim, Palmeiras Campeão.



Palmeiras: Marcos, Arce (Evair), Júnior Baiano, Roque Júnior e Júnior; César Sampaio, Rogério, Alex (Euller) e Zinho; Paulo Nunes e Oséas.
Técnico: Luiz Felipe Scolari.


Deportivo Cali: Dudamel, Pérez (Gavíria), Yépes, Mosquera e Bedoya; Viveros, Zapata, Candelo (Hurtado) e Betancourt; Bonilla e Córdoba (Valencia).
Técnico: José Hernández.


Local: Palestra Itália
Árbitro: Ubaldo Aquino (PAR)
Assistentes: Miguel Giacomuzzi e Néstor González(PAR)

Gols:
2º tempo: Evair (pênalti aos 19'), Zapata (pênalti aos 24)' e Oséas (30').

Penaltis (4 x 3):
Palmeiras: Júnior Baiano, Roque Júnior, Rogério e Euller marcaram; Zinho perdeu
Deportivo Cali: Dudamel, Gavíria e Yépez marcaram; Bedoya e Zapata perderam

Ferramentas pessoais