Evair Aparecido Paulino

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

EVAIR
Evair
Informações pessoais
Nome Completo Evair Aparecido Paulino
Data de nasc. 21 de fevereiro de 1965
Local de nasc. Crisólia (MG), Brasil
Altura 1,84 m
Peso 82 Kg
Destro
Informações profissionais
Clube atual
Posição Treinador (ex-Atacante)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (gols)
1985-1988 Guarani 32 (24)
1988-1991 Atalanta 76 (25)
1991-1994 Palmeiras 221 (117)
1995-1996 Yokohama Flügels 59 (35)
1997 Atlético-MG 3 (2)
1997 Vasco da Gama 28 (8)
1998 Portuguesa 31 (10)
1999 Palmeiras 24 (10)
2000 São Paulo 6 (4)
2000 Goiás 25 (10)
2001 Coritiba 21 (10)
2002 Goiás 12 (6)
2003 Figueirense 14 (3)
Clubes que treinou
Anos Clubes Jogos
2004 Vila Nova-GO
2008 Anápolis-GO
2009 CRAC-GO
2010 Itumbiara-GO
2010 Uberlândia-MG
Seleção nacional
Anos Seleção Jogos (gols)
1989-1993 Brasil 24 (6)
Títulos
Anos Clubes Campeonato
1987 Seleção Brasileira Panamericano
1993-94 Palmeiras Paulista
1993-94 Palmeiras Brasileiro
1993 Palmeiras Rio-São Paulo
1995 Yokohama Flügels J-Legue
1997 Vasco Brasileiro
1999 Palmeiras Libertadores
2000 São Paulo Paulista

Evair Aparecido Paulino, mais conhecido como Evair, de Crisólia (MG), nasceu em 21 de fevereiro de 1965, é um ex-futebolista brasileiro que atuava como centroavante. É considerado um ídolo histórico do Palmeiras.

Biografia

Em 1979 Evair fez um teste nas escolas do São Paulo, porém não foi aprovado e voltou para a sua cidade natal. Porém em 1980 ele teve outra oportunidade, agora no Guarani. Seu pai conhecia Rui Palomo, que tinha como cunhado Clóvis Cabrino, um dos diretores do Guarani, que poderia ajudá-lo a ingressar no futebol do clube de Campinas.

Ele foi aprovado e passou a morar em Campinas no alojamento do clube. Foi nesse período que Evair conheceu João Paulo, um dos seus principais companheiros. Os dois passaram juntos as dificuldades de morar longe da família numa cidade desconhecida. As dificuldades aumentaram quando o Guarani reduziu a ajuda de custo às categorias inferiores.

Vivia na companhia de outros colegas que brilharam nos campos anos mais tarde: o volante Tosin, que atuou no Corinthians, e o ponta João Paulo, ex-Seleção, eram seus principais companheiros. Antes deles, gente famosa já havia passado por ali, como o zagueiro Julio César e o centroavante Careca. Isso aumentava a esperança de que o sucesso não tardaria.

Foi pelo clube paulista que Evair conquistou o seu primeiro título por um clube e um dos pontos mais altos da sua carreira. Mas o seu começo no alviverde não foi fácil e o jogador chegou a ser afastado do elenco principal, em 1992, pelo treinador Nelsinho Baptista por "deficiência técnica".


"Tinha acabado de voltar da Itália e sofri muito. Recebia os salários, mas não podia trabalhar. Foi, sem dúvida, uma situação deprimente."

O panorama mudou quando o Palmeiras contratou Otacílio Gonçalves que trouxe o atacante de volta ao elenco principal. A volta ao elenco foi importante tanto para o jogador como para o clube. Em 1993, Evair foi um dos principais jogadores da histórica conquista do Campeonato Paulista, que o clube não vencia há 16 anos. Na finalíssima da competição, disputada contra o Corinthians, marcou dois dos gols da vitória por 4 a 0 sobre o maior rival alviverde, sendo o último, o do título, por meio de cobrança de pênalti.

Ainda no mesmo ano Evair foi campeão do Torneio Rio-São Paulo e do Campeonato Brasileiro, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. Em 1994, conquistou mais um título paulista e outro brasileiro.

As boas atuações pelo Palmeiras fizeram com que o jogador voltasse a ser convocado para a Seleção, participando da disputa da Copa América de 1993 e dos jogos eliminatórios para a Copa do Mundo de 1994, porém ele não constou na lista final de jogadores convocados para a Copa do Mundo.

Ainda no final de 1994 Evair deixou o Brasil para jogar pelo Yokohama Flugels do Japão, por dois anos. O futebol no Japão ainda estava evoluindo e em 1997 o jogador decidiu que seria melhor voltar ao Brasil. Aceitou a proposta do Atlético Mineiro e regressou ao país para a disputa do Campeonato Mineiro. No segundo semestre desse ano ele trocou o clube mineiro por um carioca, o Vasco da Gama. A passagem também foi curta como no Atlético Mineiro, mas Evair, que voltou a formar dupla de ataque com Edmundo, teve a oportunidade de conquistar o seu terceiro Campeonato Brasileiro.

Em 1998 voltou a São Paulo, agora para defender a Portuguesa. Após um ano o jogador recebeu uma proposta do Palmeiras e voltou ao clube paulista, onde conquistou a Taça Libertadores da América de 1999, escrevendo mais uma vez o seu nome na história do clube ao marcar um dos gols da final.

Em meados desse ano Evair teve então a oportunidade de defender o clube que o rejeitou quando ainda era jovem, o São Paulo. Pelo tricolor paulista teve poucas oportunidades e no mesmo ano transferiu-se para o Goiás.

Em 2001, com 36 anos e ainda em condições para contribuir, Evair foi contratado pelo Coritiba. Permaneceu no clube por pouco menos de um ano até ser dispensado pelo clube. Ele ficou dois meses sem clube, até voltar para o Goiás para mais um ano.



Estatísticas no Palmeiras

Ano Campeonatos Jogos Gols Marcados Cartões Amarelos Cartões Vermelhos
1999 Libertadores
Total

Ferramentas pessoais