Dorival Silvestre Júnior

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

DORIVAL JÚNIOR
Dorival Júnior
Informações pessoais
Nome Completo Dorival Silvestre Júnior
Nascimento 25 de abril de 1962
Araraquara São Paulo Brasil
Informações profissionais
Clube atual Santos Santos
Posição Treinador
Estreia Atlético-PR 1x1 Palmeiras (07/09/2014)
Término do Contrato jul/2015
Clubes de juventude
Anos Clubes Jogos (gols)
1976-1977 São Paulo Marília
1978-1981 São Paulo Ferroviária
Clubes que jogou
Anos Clubes Jogos (gols)
1982-1983 Ferroviária Ferroviária
1984-1985 Guarani Guarani
1985-1986 Avaí Avaí
1986-1987 Joinville Joinville
1988 São Paulo São José
1988 Coritiba Coritiba
1989-1992 Palmeiras Palmeiras 157 (4)
1993 Grêmio Grêmio
1994-1995 Juventude Juventude
1996 São Paulo Araçatuba
1996 São Paulo São José
1997-1998 São Paulo Matonense
1999 Botafogo-SP Botafogo
Clubes que treinou
Anos Clubes Jogos
2002 Ferroviária Ferroviária 8
2003-2004 Figueirense Figueirense
2005 Ceará Fortaleza
2005 Criciúma Criciúma
2005 Juventude Juventude
2006 Sport Sport
2006 Avaí Avaí
2006-2007 São Caetano São Caetano
2007 Cruzeiro Cruzeiro
2008 Coritiba Coritiba
2009 Vasco da Gama Vasco
2010 Santos Santos
2010-2011 Atlético-MG Atlético-MG 52
2011-2012 Internacional Internacional
2012-2013 Flamengo Flamengo 37
2013 Vasco da Gama Vasco
2013 Fluminense Fluminense
2014 Palmeiras Palmeiras 20
2015-2017 Santos Santos
Títulos
Anos Clubes Campeonato
1987 Joinville Joinville (como jogador) Santa Catarina Catarinense
1993 Grêmio Grêmio (como jogador) Rio Grande do Sul Gaúcho
1994 Juventude Juventude (como jogador) Brasil Brasileiro B
1997 Matonense (como jogador) São Paulo Paulista A2
2004 Figueirense Figueirense Santa Catarina Catarinense
2006 Sport Sport Pernambuco Pernambucano
2008 Coritiba Coritiba Paraná Paranaense
2009 Vasco da Gama Vasco Brasil Brasileiro B
2010 Santos Santos São Paulo Paulista
2010 Santos Santos Brasil Copa do Brasil
2011 Internacional Internacional Recopa Sul-Americana
2012 Internacional Internacional Rio Grande do Sul Gaúcho
2016 Santos Santos São Paulo Paulista

Dorival Silvestre Júnior, mais conhecido como Dorival Júnior (Araraquara, 25 de abril de 1962), é um técnico de futebol brasileiro. É sobrinho do ex-volante Dudu.


Tabela de conteúdo

Biografia

Jogador

Quando era jogador Dorival era conhecido como Júnior. Começou sua carreira profissional na própria cidade natal, Araraquara, em 1982, jogando pela Ferroviária. Fez parte de um grupo de jogadores prata da casa que encantaram o país defendendo a Ferrinha na Taça de Prata em 1983, sob o comando de Sebastião Lapola.

"Antes mesmo de discernir acerca do futebol, o menino Júnior era visto no estádio, não apenas para vibrar com os desarmes e a vibrante marcação do tio, mas sim nas fotos da Ferroviária perfilada na década de 60, quando foi mascote do time grená. É fato que ele tentou atuar como meia-esquerda, até porque tinha habilidade para os dribles, porém aos poucos ficou evidenciado que suas características eram mesmo a de um volante com maior facilidade para sair para o jogo", resume Antônio Jorge Moreira, ex-cronista esportivo da Gazeta Esportiva e que acompanhava diariamente o cotidiano do clube grená.

Porém, antes de aportar na Fonte Luminosa, equipe que iria profissionalizar o volante, Júnior já havia recebido os conselhos e ensinamentos de ninguém mais ninguém menos do que Armando Clemente (O Pescador de Ilusões), quando atuou no dente-de-leite do Atlas. Ele ainda passaria dois anos sendo observado nos juvenis do Marília (1976-77), para aí sim, alcançar um lugar ao sol em Araraquara no ano de 1978." Fonte: Alessandro Bocchi, →personalidades da AFE.

Em 1984 se transferiu para o Guarani. Em 1985 começou a fazer história em Santa Catarina, primeiro jogando pelo Avaí, onde conquistou a Taça Governador do Estado em 1985, e em seguida pelo Joinville, onde se sagrou campeão estadual em 1987. Em 1988 retornou ao interior paulista, dessa vez para jogar no São José, sob o comando de Émerson Leão. No mesmo ano transferiu-se para o Coritiba. Em 1989 foi para o Palmeiras, treinado na época por Leão, onde se destacou e permaneceu até 1992. Sua raça e espírito de liderança eram herança do tio famoso. Em 1993 foi vendido ao Grêmio e, no ano seguinte, continuou no Rio Grande do Sul, dessa vez no Juventude, onde foi campeão brasileiro da Série B em 1994. Em 1996 voltou ao interior paulista, rodou por mais alguns times e encerrou a carreira no Botafogo de Ribeirão Preto em 1999, fazendo gol de falta no "Comefogo" #113, disputado no dia 19 de abril, válido pelo Paulista A2.


Treinador

A Ferroviária em 2002 disputava a Série A3, e a campanha foi terrível até o final do primeiro turno. As pressões política e sobre o time eram enormes e só se falava em escapar do rebaixamento para a B1. Em 15 partidas já haviam passado três treinadores pelo time: Zé Humberto, Polozzi e Edson Mariano. Este último dirigiu a equipe apenas uma vez, pois o Presidente Milton Cardoso foi forçado a renunciar e o Futebol passou por mudanças.

Junior, então auxiliar técnico no Figueirense, aceitou o desafio por amor à Ferroviária e já estreou exatamente num estádio bem familiar. O Parque Antártica. O adversário foi o Palmeiras B, que venceu a Ferroviária por 3x2. Dorival comandou a equipe araraquarense em apenas oito partidas: 2 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. No fim das contas a Ferroviária escapou do rebaixamento. Dorival retornou ao Figueirense como gerente de futebol.

Dorival estreou efetivamente como técnico no clube catarinense em 2003, logo faturando o campeonato estadual no ano seguinte. Em 2005 comandou o Fortaleza, onde foi demitido na reta final do Campeonato Cearense. No mesmo ano ainda treinou dois de seus ex-clubes dos tempos de volante: Criciúma e Juventude.

Em 2006 foi campeão pernambucano pelo Sport. No mesmo ano comandou Avaí no meio da Série B, no lugar de Vágner Benazzi, e o São Caetano. No time do ABC, chegou na 30ª rodada do Brasileiro com o time na 19ª posição a 9 pontos do Fluminense, o primeiro time fora da zona da degola. Acabou rebaixado com o time para a Série B. Em 2007 levou o São Caetano ao vice-campeonato paulista, perdendo o título para o Santos.

Após o Paulista, Dorival Júnior se transferiu para o Cruzeiro, terminando o Brasileiro na 5ª colocação. Em 2008 assinou com o Coritiba, onde foi campeão estadual e levou o time a 9ª posição no Brasileiro.

Em 2009 assinou com o Vasco com a missão de levar de volta os cruz-maltinos à 1ª divisão. Dorival foi campeão da Série B mas não renovou com o clube carioca. Logo após a conquista da Série B em 2009, o técnico assinou com o Santos, após Luís Álvaro Ribeiro assumir a presidência. Foi campeão paulista em 2010, em uma final muito disputada contra o Santo André. Com o time praiano foi também campeão da Copa do Brasil, batendo o Vitória na final. No Brasileiro, em um jogo contra o Atlético-GO na Vila Belmiro, no dia 15 de setembro, Dorival proibiu Neymar de cobrar uma penalidade e acabou xingado pelo jogador. O treinador não aceitou a insubordinação e prometeu punição ao atleta. Mas a diretoria santista preferiu demití-lo. Poucos dias depois de sair do Santos, acabou substituindo Luxemburgo no Atlético-MG na missão de salvar o time do rebaixamento, o que acabou acontecendo.

Em 2011 perdeu m mineiro para o rival e caiu na Copa do Brasil na 2ª fase, contra o modesto Grêmio Barueri. Desgastado, Dorival deixou o Galo na 15ª rodada com o time na zona do rebaixamento. Dias depois assumiu o Internacional e terminou a competição na 5ª colocação. No dia 24 de agosto comandou a vitória do Inter sobre o Independiente por 3x1, sagrando-se campeão da Recopa Sul-Americana.

Em 2012 foi campeão gaúcho com o time Colorado. Em julho do mesmo ano acabou demitido e logo acertou sua transferência com o Flamengo, assumindo o time carioca na 12ª rodada do Brasileiro, onde terminou em 11º.

No dia 10 de julho de 2013, assumiu pela 2ª vez o Vasco, substituindo Paulo Autuori. Com resultados ruins e o time na zona do rebaixamento, acabou demitido no dia 28 de outubro. No dia 11 de novembro foi anunciado técnico do Fluminense, com a missão de tirar o time da zona do rebaixamento, o que acabou não conseguindo pelo campo. O clube carioca se salvou da Série B pelo tapetão.

No dia 3 de setembro de 2014, dois dias após a saída de Ricardo Gareca, Dorival foi anunciado o novo comandante do Palmeiras. Ele é o 26º ex-atleta a comandar o Palmeiras.

Tive a oportunidade de jogar pelo Palmeiras, é natural guardar um carinho especial por todas equipes que você passou. Quando nasci, praticamente já ouvia falar do Palmeiras, então é claro que tinha uma ligação com o Palmeiras. Mas não cheguei aqui porque sou sobrinho do Dudu ou porque joguei aqui, mas pela confiança da diretoria no que fiz em outras equipes. Espero retribuir, e me sinto preparado para isso. Estou totalmente focado no trabalho para acontecer de uma maneira positiva.

No dia 8 de dezembro, um dia após o último jogo do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, a diretoria do clube anunciou a demissão de Dorival Júnior.

Em julho de 2015 Dorival retornou ao Santos com contrato até o final de 2017.


Estatísticas no Palmeiras

Ano Campeonatos Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento (%)
2014 Brasileiro 20 6 5 9 38.3%
Total 20 6 5 9 38.3%

Ferramentas pessoais