Colo-Colo

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

Tabela de conteúdo

Clube

Nome do Clube: Club Social y Deportivo Colo-Colo
Local: Santiago, Chile
Data de Fundação: 19 de abril de 1925
Estádio: Monumental David Arellano
Mando: Monumental David Arellano
Site: http://www.colocolo.cl/
Descrição: Nos primeiros meses do ano de 1925, o Club Social y Deportivo Magallanes se encontrava em uma grave crise institucional, devido a problemas existentes entre os dirigentes e alguns jogadores. Os jogadores mais jovens da equipe, liderados por David Arellano, tinham uma série de exigências que transformarían o Magallanes em um clube profissional, como regularizar o pagamento de salários a seus jogadores. Como a diretoria rechaçou todas as exigências, David Arellano e seus compenheiros mais próximos renunciaram ao clube. Estes jogadores decidiram em um primeiro momento de integrar-se a outro clube, mas optaram por formar um novo clube de futebol com princípios desportivos e morais sólidos. Depois de uma série de reuniões que começaram na noite de 12 de abril, a fundação ficou selada no dia 19 de abril de 1925. Alguns nomes foram propostos, como Independiente, O’Higgins e Arturo Prat, entre outros, mas Luis Contreras escolheu o nome do cacique mapuche Colo-Colo, nome que identificaria como um clube verdadeiramente chileno. Assim nasceu o Colo-Colo Foot-Ball Club. O rival tradicional do Colo-Colo é o Universidad de Chile, que jogam o "Clássico do futebol chileno". É dono e manda seus jogos no Estádio Monumental, com capacidade para 47.000 torcedores. O ídolo máximo da história do clube é o atacante Carlos Caszely, que é o 2º maior goleador do clube em partidas na 1ª divisão, com 151 gols. Desde 2005, o Colo-Colo é administrado pela sociedade anônima Blanco y Negro S.A. sob um sistema de concessão.


Estatísticas

Histórico

Geral

Confronto Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo de Vitórias
Palmeiras x Colo-Colo 3 1 0 2 3 5 -1


Em Libertadores

Confronto Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Feitos Gols Sofridos Saldo de Vitórias
Palmeiras x Colo-Colo 2 1 0 1 2 3 0
Última Atualização: 09 de abril de 2010


Primeira Partida

No Chile

Colo-Colo 2 x 1 Palmeiras
Juíz: Carlos Roldes (CHI)
Renda: CLP$ 28.717.090,00
Palmeiras: Valdir de Moraes (Rosan); Jorge, Valdemar Carabina e Geraldo Scotto; Aldemar e Zequinha; Julinho Botelho, Humberto, Geraldo II, Chinesinho (Abílio) e Bececê. Técnico: Armando Renganeschi
Gols: Juan Soto (13') do 1º tempo; Zequinha (12') e Juan Soto (33') do 2º tempo


No Brasil

Palmeiras 1 x 3 Colo-Colo
Juíz: Sergio Pezzota (ARG)
Público: 23.285
Renda: R$ 885.405,00
Palmeiras: Bruno; Maurício Ramos (Jumar), Edmílson e Danilo; Fabinho Capixaba (Lenny), Pierre, Cleiton Xavier, Diego Souza e Marcão (Jefferson); Willians e Keirrison. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Colo-Colo: Muñoz; Riffo, Mena e Salcedo; Figueroa, Meléndez, Sanhueza, Macnelly Torres e Rodrigo Millar; Carranza (Caroca) e Lucas Barrios (González Chamagol). Técnico: Marcelo Barticciotto
Gols: Lucas Barrios (43') do 1º tempo; Macnelly Torres (09'), Keirrison (25') e González Chamagol (34') do 2º tempo


Curiosidades

O Palmeiras se classificou para a segunda fase da Libertadores de 2009 em cima do Colo-Colo, com um golaço de Cleiton Xavier no fim do jogo, no Estádio Monumental, na cidade de Santiago.


Maiores Goleadas

Não houveram goleadas na história do confronto.


Placares

Não houve repetição de placar.


Jogos

  1. 1961 - 1x2 - Nacional, Santiago (CHI) - Quadrangular do Chile (15/02/1961) Gol Zequinha
  2. 2009 - 1x3 - Palestra Itália, São Paulo (BRA) - Libertadores, 1ª fase (03/03/2009) Gol Keirrison
  3. 2009 - 1x0 - Monumental, Santiago (CHI) - Libertadores, 1ª fase (29/04/2009) Gol Cleiton Xavier


Artilheiros

  • Cleiton Xavier, Keirrison e Zequinha (1 gol)

Ferramentas pessoais