Atletismo

De Porcopedia - A Enciclopedia do Palmeiras

Tabela de conteúdo

História

As primeiras atividades do atletismo alviverde datam o ano de 1918, quando o Palestra Itália organizou e inscreveu uma série de atletas para a disputa da Volta de São Paulo, no dia 12 de outubro.

Entretanto, oficialmente, em 1920 o sr. Arturo Splenger fundou o departamento de Atletismo do clube. Os primeiros sócios a participarem das atividades foram o prof. dr. Arturo Guarnieri, Horácio de Mello e Henrique Faria.

Nesta época o norte-americano Edward Brown, diretor de Educação Física Internacional da ACM e membro do Comitê Internacional dos Jogos Olímpicos, junto com alguns atletas norte-americanos, bem como o sr. Jess T. Hopkins, visitaram a sede do Palestra Itália a fim de divulgarem o atletismo no clube.

De 1918 a 1922, o clube dedicou-se a treinamentos e competições internas. Precisamente no dia 28 de maio de 1922 ocorreu a tão esperada estréia em competições oficiais, justamente na Prova Clássica organizada pelo Santos F.C., num circuito de 5.000 metros. O Palestra Itália foi representado pelo experiente atleta de pedestrianismo Vicente Guariglia. Além dele, formou a equipe do Palestra Itália nesta prova o corredor Dino Dinelli.

Deste período em diante, as mais diversas diretorias procuraram apoiar o desenvolvimento desta modalidade dentro do clube, com maior ênfase nas décadas de 30 e 40, quando o Palmeiras ainda possuía uma pista de Atletismo ao redor do campo do Palestra Itália.

Nomes como Heitor Blasi, Lúcio de Castro, Claudio Mandari, Floriano de Souza, Olintho Arrivabane, Wanda Santos, Niske Gondo, Mafalda Franciscato, Marcelo Palma defenderam com brilhantismo as cores palmeirenses.


Clube fundador da Federação Paulista de Atletismo

A Federação Paulista de Atletismo foi fundada no dia 30 de janeiro de 1924. Até então o esporte estivera sob a supervisão da Associação Paulista de Esportes Atléticos - APEA, entidade dirigente do futebol e que tutelava outras atividades esportivas.

Em reunião convocada pelo dr. Antônio Prado Jr, então presidente do C.A Paulistano, compareceram os seguintes esportistas: dr. Mário Teixeira de Freitas, pelo Clube de Regatas Tietê; Fares Dabague, do S.C Syrio; Guilherme Machado Kawall, do então S..C Germania, hoje E.C Pinheiros; dr. Manoel Carlos Aranha , jornalista dr. Américo Rego Neto e Amadeu da Silveira Saraiva.

Essa reunião teve por fim a aprovação do estatuto da entidade que se constituiria. Ao fim dos trabalhos, Antônio Prado Jr. declarou que nos termos de uma de suas disposições eram considerados clubes fundadores: C.A Paulistano, C.R Tietê, S.C Germania, S.C Syrio, Santos FC e Palestra Itália, hoje S.E Palmeiras.


Conquistas

São centenas os recordes, torneios e provas conquistadas pelo atletismo do Palmeiras. Entretanto, a maior glória dos palmeirenses é a Corrida de São Silvestre. O Verdão sagrou-se campeão por equipes desta tradicional prova em: 1927, 1929, 1930, 1932, 1936, 1940, 1941, 1942.

Individualmente, o alviverde faturou a competição em 1929 com o atleta italiano Heitor Blasi (Prova de 8.800m, realizada em 28’ 39”).


Retorno

No final de 2008, o Pedestrianismo retomou as atividades com força total. Um grupo com cerca de 150 associados que praticavam aulas de corrida no clube se mobilizaram e organizaram uma equipe que disputa as principais provas de ruas do país. O Palmeiras esteve representado na Prova Pão de Açucar de Revezamento, na Meia Maratona do Rio de Janeiro e na Corrida de São Silvestre, entre outras competições.

Ferramentas pessoais